7 passos para empreender em logística com foco em transporte

7 passos para empreender em logística com foco em transporte

Empreendedorismo é o ato de criar serviços ou produtos novos, identificando oportunidades e transformando-as em um negócio lucrativo. Dentro da área da logística isso é observado, mais frequentemente, em pequenas empresas de transporte, quando, geralmente se começa com uma frota reduzida, com apenas um veículo, e se realiza o transbordo de mercadorias de pequeno volume.

No entanto, para empreender, há diversas áreas, como transportes e distribuição, armazenagem e intralogística, cadeia de abastecimento, TI aplicada à logística, projetos em armazéns, demanda e estoques, supply chain hospitalar, marketing para a logística etc.

A logística apresenta soluções para boa parte dos problemas enfrentados pelas empresas do Brasil, principalmente por existir uma precariedade em infraestrutura de transportes no País, em qualquer que seja o modal de distribuição: terrestre, ferroviário, marítimo e aéreo.

O indivíduo que deseja empreender nesse segmento precisa analisar esse cenário crítico e buscar oportunidades de crescimento onde, aparentemente, as ameaças parecem ser mais evidentes.

“Quando pensamos em empreender, em qualquer que seja o negócio, automaticamente temos de pensar também na logística, que nada mais é do que o desenvolvimento de soluções práticas para produção, distribuição e comercialização de produtos em geral. Esse deve ser, portanto, o norte de quem deseja empreender na área de logística propriamente dita. Com o mercado moderno, cada vez mais competitivo, investir em logística dá ao seu negócio um diferencial de atendimento ao cliente”, diz a microempresária, Edilma Guedes.

Ela conta que a função da logística é integrar todos os processos do empreendimento, para que se evitem desperdícios. É desse setor a responsabilidade pelo planejamento, em prover recursos, controlar o fluxo de mercadorias, equipamentos e informações, ou seja, demanda processos flexíveis que acompanhem o mercado e consumidores cada dia mais exigentes.

“Capacitação nunca é demais e nos permite sempre ir além. Para quem está pensando em empreender, especialmente em logística, é bastante útil investir em um curso de graduação ou pós-graduação em administração de empresas. Um administrador tem que sempre estar preparado para enfrentar incertezas e para solucionar problemas diários. Com formação adequada fica mais fácil compreender os processos que nos levam à melhor gestão”, ressalta Edilma.

Oportunidade de negócio

De acordo com empresário e empreendedor, Marcus Marques – sócio-diretor do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), o mercado de companhias de logística é considerado desconcentrado pelo fato de contar com um número significativo de micro e pequenas organizações para atender às demandas de maneira que facilite a entrada de novos empreendedores.

Ele ressalta que se trata de um segmento que não tem quase nenhuma barreira de entrada, sendo que o empreendedor somente precisa de um veículo adequado ao transporte, carteira de habilitação específica para o tipo de veículo da companhia e registros.

Montando uma companhia de transportes

Em seu site, Marques listou os principais pontos a seguir para quem deseja abrir uma transportadora. São eles:

Passo 1: Abertura de empresa ou atuação como autônomo?

Antes de entrar no mercado de logística é válido responder a essa questão, a decisão deve se basear no faturamento da companhia futura. É necessário colocar na ponta do lápis o faturamento e conversar com um contador de confiança para descobrir qual é a alternativa mais indicada para si.

Passo 2: Registros necessários

Ao optar pela abertura de uma transportadora o empreendedor deverá contar com alguns registros exigidos pela lei, dentro os quais:

  • Junta Comercial
  • Secretaria da Receita Federal (CNPJ)
  • Prefeitura do município (para solicitar o alvará de funcionamento)
  • Secretaria Estadual da Fazenda
  • Alvará do Corpo de Bombeiros
  • Enquadramento na Entidade Sindical Patronal para poder contratar funcionários
  • Cadastramento junto ao INSS/FGTS
  • Visita a Prefeitura do município para saber se é permitido abrir uma empresa desse ramo de atuação no local escolhido para sede.

Passo 3: Formalização do transporte rodoviário de cargas

A Lei 11.442/07 é que rege o Transporte Rodoviário de Cargas (TRC) que se realiza mediante remuneração. Contudo, destaca-se que a atividade de transporte de carga pode se dar sem o registro no RNTRC. A identificação do Transporte de Carga Própria passa a ser feita quando há a emissão de Nota Fiscal de produtos cujo emitente ou destinatário seja indivíduo, companhia ou entidade proprietário ou arrendatário dos veículos.

Passo 4: Estrutura

“Os empresários que estão pensando em abrir uma transportadora devem levar em consideração a estrutura necessária para que o empreendimento possa funcionar. A companhia precisará de um escritório para funcionar como base de atendimento e venda dos seus serviços, tendo telefone, computador entre outros equipamentos. Além disso, também deverá contar com área ampla para armazenar os veículos responsáveis pelo transporte de cargas”, diz Marques.

Segundo ele, no caso de não terceirizar os serviços de limpeza dos veículos é importante contar com uma área para essa tarefa. Esse espaço pode ser usado ainda para a manutenção corretiva dos veículos para torná-los mais efetivos no transporte de mercadorias. Tem de se considerar ainda a estrutura para os colaboradores, quanto mais bem atendidos pela organização mais produtivos eles se tornam. O tamanho da sede da empresa depende do volume de serviço que a transportadora pretende oferecer.

Passo 5: Veículos

Para Marques, obviamente, um dos pontos mais relevantes de considerar na hora de montar uma companhia de transportes diz respeito aos veículos que comporão a frota. Novamente é essencial ter um planejamento acerca de quanto de volume de trabalho se pretende oferecer. Desse plano depende a quantidade e tipos de veículos adquiridos pela organização para iniciar a operação.

Dentre as opções de veículos possíveis para começar as atividades a frente de uma transportadora estão furgões, utilitários, caminhonetes, caminhões e até motos. Dependendo do nicho de mercado de logística em que se pretenda investir um ou outro modelo de veículo será mais bem-vindo.

Passo 6: Armazenamento das mercadorias

“Para alcançar o sucesso no mercado de logística é fundamental que os seus serviços de entrega sejam reconhecidos por entregar as encomendas com excelência. O mais importante nesse caso é ter uma boa estrutura para armazenar as mercadorias com galpões amplos e que sejam pensados para manter a integridade desses itens. O mais importante é entregar as mercadorias intocadas como se não tivessem sido parte desse processo”, afirma Marques.

Passo 7: Metodologia

Trabalhar na área de logística exige que o empreendedor esteja preparado para trabalhar com prazos apertados e estar sempre enfrentando dificuldades que tendem a atrasar as entregas. Como os clientes não podem ter prazos ultrapassados devido ao prejuízo que isso pode trazer é necessário ter um método assertivo que permita organizar o serviço em etapas tornando-o à prova de falhas. Ter sempre um plano B é crucial para não se deixar atrapalhar por eventuais reveses que fazem parte do segmento logístico.

Veja mais materias sobre:

Logística, Empreender

Redes Sociais

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados)

Telefones:

    • 0800 602 6660
    • (62) 3937-7056
    • (62) 3937-7063

Whatsapp:

Endereço

Campus I:

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Campus II:

Av.Presidente Kennedy, 863, QD. 32 LT 12/13, Maracanã - Anápolis - GO

CEP: 75040-040

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco